Menu
Estilo de vida

5 maneiras sustentáveis de reutilizar uma escova de dentes em bambu

Descartar menos, reutilizar mais! O consumo consciente pode e deve ser praticado no dia a dia, com simples gestos na compra, no uso ou no descarte daquilo que utilizamos. Afinal, os recursos do planeta são limitados e precisamos fazer um uso mais consciente deles. Uma das formas mais importantes de ter uma vida mais sustentável é escolher os produtos que usamos de forma mais criteriosa – na embalagem, na sua composição, na sua origem e no fim de vida.

A tendência é para passarmos do comprar e deitar fora, ao comprar e reutilizar. Dou-vos alguns exemplos: uso desde há muito tempo garrafas de água reutilizáveis, optei por usar discos de limpeza de pano, assim como as máscaras sociais que depois posso lavar e voltar a usar. Passei a escolher materiais que podem ser reciclados ou reutilizados. Dou-vos mais alguns exemplos neste texto.

Aderi às escovas de dentes em bambu por serem feitas deste material biodegradável. O bambu é uma planta flexível e resistente e tem propriedades antibacterianas que ajudam a evitar a proliferação de bactérias e fungos, sendo por isso o material ideal para substituir o uso de plásticos. Além disso, é uma planta de fácil decomposição, ao contrário dos materiais das escovas de dentes comuns.

Por que usar escovas de dentes em bambu?

As escovas de dentes de bambu duram o mesmo tempo que as escovas convencionais e os cuidados são semelhantes a uma escova comum: trocar de escova de três em três meses, não pressionar a escova nas gengivas, escolher a suavidade das cerdas certa para a sensibilidade de cada um e não deixar a escova em contacto com bactérias. O único cuidado extra a ter é deixar a escova num local seco e sem contacto permanente com humidade, pois o bambu é um material absorvente.

Se seguirmos as recomendações dos dentistas, a cada três meses devemos trocar as escovas de dentes – isto significa que, num ano, são cerca de quatro escovas de dentes que são descartadas no lixo comum. Se vivermos até aos 75 anos, são cerca de 300 escovas de dentes e uns bons quilos de plástico que deixamos no planeta.

Se uma escova tradicional de plástico demora 400 anos a decompor-se, uma de bambu 100% biodegradável pode demorar semanas. O esforço que os ecossistemas têm de fazer é muito menor. É importante fazermos escolhas conscientes, selecionando produtos ecológicos, sustentáveis e biodegradáveis sempre que possível.

O bambu é um material milenar e muito utilizado em países orientais, como China e Japão, por sua flexibilidade, leveza e resistência. Mas não só:

Absorve dióxido de carbono:

O bambu, além de ser uma espécie que cresce mais rápido do que qualquer outra planta (pode crescer até um metro por dia!), tem a capacidade superior de fixar dióxido de carbono – cerca de 12 toneladas por hectare. Por outro lado, é uma espécie que gera três vezes mais oxigénio que uma outra árvore.

Cresce rápido:

Pode crescer até meio metro por dia e atingir 15 a 20 metros.

Protege o solo

O bambu conserva o solo da erosão, regulando a humidade do solo e a matéria orgânica através das suas raízes. Em solos pobres, o plantio de bambu ajuda a regenerar a terra e a torna-la mais produtiva. Não exige água nem grandes cuidados para se desenvolver, nem pesticidas ou fertilizantes – o que reduz o seu impacto ambiental.

Cresce e renova-se sozinho

O bambu é uma espécie que além de crescer rápido, é de fácil cultivo adaptável em todo o mundo. Renova-se sem precisar de plantio, regenerando-se depois do corte. Pode viver até 100 anos sem necessitar de cuidados.

Resistente, flexível e durável

O bambu é um material é duro, leve e resistente, perante até condições exigentes, sendo usado para decks de exterior, por exemplo, entre outras utilizações na construção civil, devido à sua resistência e flexibilidade perante outros materiais. O bambu suporta maior tração do que o aço em relação ao seu peso, além disso, expande e contrai menos do que a maioria das outras madeiras, sendo mais estável. O bambu é durável – bem tratado pode durar até 30 anos.

Versátil

As utilidades do bambu são inúmeras e das mais variadas: para a construção civil, alimentação, biomassa, engenharia, artes, entre outros.

Biodegradável

Como elemento natural, o bambu pode ser descartado diretamente no solo não provocando nenhum tipo de contaminação ao meio ambiente. É uma planta eco-friendly – além de ser 100% biodegradável, a sua produção é menos prejudicial para o ambiente que outros materiais como a madeira, por exemplo.

Todas estas características tornam o bambu um importante instrumento para o desenvolvimento sustentável, contribuindo para a biodiversidade do planeta. Também o carvão de bambu pode ser usado na purificação da água e a produção de papel proveniente do bambu é menos poluente e mais barata que outras celuloses – duas grandes vantagens do ponto de vista ecológico.

Reciclar ou reutilizar?

Mas será que há desvantagens na utilização do bambu? Convém lembrar que a maioria das produções de bambu fica na Ásia, o que significa uma maior pegada ecológica na sua importação para o resto do mundo. Outra questão é a maneira como descartamos o bambu.

Sendo biodegradável, o bambu decompõe-se naturalmente na natureza. No entanto, se deitarmos a escova de dentes de bambu no lixo comum, o impacto é o mesmo do que escovas de dentes de plástico. No caso das escovas de dentes em bambu, a forma de a descartar é depositá-las em compostores domésticos, por exemplo, ou enterrada na terra, e as cedras de nylon podem ser recicladas junto dos plásticos.

Mas antes de a deitar fora, dá uma nova vida à tua escova de dentes velha!

Reciclar: Recycle to surf

A Jordan, a marca escandinava que cuida da saúde oral, criou uma campanha de reciclagem de escovas de dentes – destinada principalmente às escovas de dentes em plástico – em parceria com as lojas Go Natural. A ideia é transformar escovas usadas em pranchas de surf e doá-las à Associação Portuguesa de Surf Adaptado. Assim, “cada escova reciclada apoia o planeta e a inclusão”. Para que esta missão seja um sucesso, a marca precisa de recolher pelo menos 15 quilos de plástico. Os supermercados Go Natural são os principais parceiros desta missão, podendo encontrar nas lojas, sobretudo no Porto e em Lisboa, os contentores para a recolha de escovas. 

Reutilizar: formas sustentáveis de reutilizar a escova de dentes velha

A outra opção é reutilizar as escovas de dentes de bambu velhas. Decidi preparar este vlog para partilhar as minhas dicas de sustentabilidade e mostrar-vos inúmeras maneiras de contribuirmos para a preservação do meio ambiente. Existem muitas ideias originais, apresento-te 5 maneiras ecológicas de reutilizar as escovas de dentes em bambu antigas. Para as descobrires é só carregar no play!

About Author

Sou a Andreia e sou comunicadora, empreendedora, mulher, apaixonada, real. Acompanha aqui as minhas sugestões de bem-estar e dicas de cosmética natural.

No Comments

    Leave a Reply